[Resenha] Bichos – Daniel Esteves, Al Stefano e Alex Rodrigues

destaque-bichos-zapata

O Bicho

Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.

  • Manuel Bandeira

Ao terminar de ler a Bichos, revista escrita por Daniel Esteves e desenhada por Al Stefano e Alex Rodrigues só conseguia lembrar do poema do Manuel Bandeira. Esse poema me aterroriza por anos. O conheci na escola, no ensino fundamental, o que já faz um tempo considerável e, mesmo assim, permanece em minha mente. Talvez, pela capacidade de dizer muito, com muitas poucas palavras. São apenas 10 linhas que ao terminar, não há como não parar e pensar e se horrorizar com o que ele representa.

Foi com esse mesmo sentimento que terminei de ler as duas curtas histórias do Daniel Esteves em sua nova revista. Não esperava pelo que encontrei. A revista possui duas histórias, cada qual com um animal específico, um cachorro e um gato e, em cada história um desenhista diferente; Al Stefano com a do cão e Alex Rodrigues com o gato. Foram 32 páginas no total, 15 páginas para cada histórias, Daniel não usa nenhum balão de fala ou recordatório, tudo muito bem orquestrado junto aos artistas, que estão com artes incriveis e forte como a história que quer se contar

Igual ao poema, Daniel fala de muitos assuntos em pouquíssimo espaço e com uma profundidade sem igual, fala do abuso do poder do Estado e policial, da censura com manifestações artísticas, da violência, da escravidão, da invasão ao outro. Retratos da nossa realidade, aos inocentes dos animais.

Assim como quando leio o poema, e agora lendo Bichos, me senti impotente, fraco, sem poder reagir como gostaria, porque sozinho não conseguiria. Só a união, faz a diferença e com revolta faz a mudança acontecer. Tendo os animais como parceiros do homem.

No ano passado tive a oportunidade de conhecer o escritor Ignácio Loyola Brandão e nunca vou me esquecer uma coisa que me disse “Eu só leio e gosto de escrever histórias que me dão porrada. Que me façam acordar para algo”.

E também conhecendo Daniel Esteves, Bichos não é uma história qualquer, carrega diversos discursos importantes e politizados, sem medo de pegar qualquer leitor desprevenido e socá-lo com a realidade.

Ao terminar Bichos, me senti mordido e arranhado pelo bicho mais inesperado e sujo, o homem.


 Gostou? Compre o quadrinho direto com o autor e receba com uma dedicatória! (Frete já incluso)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s